Cases de Sucesso

Como síndicos inteligentes consolidam a segurança dos seus condomínios

By 13 de maio de 2020 No Comments
sindico inteligente

Entre as principais preocupações dos síndicos, está a segurança do condomínio. Na realidade, essa é uma preocupação para qualquer condômino, mas o síndico tem uma dose de responsabilidade a mais, já que ele deve liderar as iniciativas para implementar boas práticas e tecnologias que reforcem a segurança.

As iniciativas de implementação de tecnologias envolvem o desenvolvimento de um projeto. É possível criar um projeto para cada tecnologia diferente, mas os síndicos inteligentes buscam consolidar tudo em um único projeto. Isso traz importantes benefícios em relação a custo e tempo.

Porque consolidar a segurança do condomínio em um único projeto

A segurança do condomínio, para ser eficiente, não se resolve com uma única tecnologia. É preciso investir na implementação de videomonitoramento, interfones digitais, sistemas de sensores perimetrais.
Existem duas formas de trazer essas tecnologias para dentro do condomínio. A primeira é contratar cada uma com um fornecedor diferente, realizando vários projetos. A segunda é consolidar tudo em um único projeto, desenvolvido por um só fornecedor.

Proposta adequada e coerente

Muitos síndicos, na hora de tomar decisões, acabam optando pela primeira alternativa. E ela pode até parecer uma forma eficiente de trabalhar: você tem um fornecedor especializado para cada tecnologia, ou seja, você vai obter a melhor solução possível com cada um deles. Certo?
Errado. Na verdade, a forma eficiente de trabalhar é contratando um fornecedor especializado em segurança do condomínio; não em uma única solução, mas em todas que são utilizadas para essa finalidade. Dessa forma, ele vai ser capaz de lhe apresentar uma proposta adequada para todas as necessidades do seu condomínio, na qual as várias tecnologias sejam combinadas de maneira coerente para produzir o máximo resultado.
Portanto, ter uma proposta adequada e coerente é a primeira razão para consolidar a segurança do condomínio em um único projeto. Porém, não é a única razão. Custo e tempo também são fatores que fazem desta a alternativa a mais inteligente.

Menos custo e tempo

Trabalhar com vários fornecedores significa que a implementação das tecnologias acaba sendo realizada em fases. Tenha em mente que cada proposta, de cada fornecedor, terá que ser aprovada nas assembleias. Dessa forma, é preciso um tempo considerável para chegar ao ponto em que todas as soluções contratadas estejam instaladas e funcionando.
Além disso, quanto mais fornecedores, mais caro vai custar para o condomínio, representando um aumento mais pesado das taxas para os condôminos. O resultado é um sentimento de insatisfação entre os moradores.
Por outro lado, um projeto consolidado é realizado de forma muito mais ágil. Só é preciso uma aprovação para colocar tudo em andamento. Ainda melhor, todos os custos já estão dentro dessa proposta aprovada, portanto, ninguém vai ser surpreendido com mais aumentos das taxas aparecendo depois.

Praticidade na gestão

O trabalho do síndico não termina na hora em que o contrato é assinado. Sua responsabilidade inclui acompanhar o trabalho do fornecedor selecionado para a segurança do condomínio. Ele deve observar o andamento do projeto, manter-se a par de qualquer mudança ou imprevisto, verificar se todas as soluções contratadas estão sendo entregues.
Com vários fornecedores, você tem uma série de pessoas para manter contato regularmente, o que pode tornar seu dia a dia um tanto caótico. Com um único fornecedor, esse trabalho de gestão é muito mais prático, pois existe um único contato, garantindo uma troca de informações centralizada e organizada.
Além da questão dos contatos, também é mais prático gerenciar os prazos de um projeto consolidado. Com um único cronograma de entregas, você não corre o risco de deixar datas importantes passarem despercebidas
Para um síndico, essa praticidade garante que ele terá tempo para cuidar de suas outras atribuições. Afinal, mesmo com um projeto em andamento para a segurança do condomínio, você ainda precisa estar atento às necessidades de limpeza e manutenção, ao controle do uso de áreas comuns, à organização de eventos para os moradores, entre outras tarefas.

Como consolidar a segurança do condomínio em um único projeto

Você já sabe que vale a pena contratar um único fornecedor para todas as tecnologias de segurança do condomínio. A questão, agora, é como fazer isso. Ou melhor, como escolher esse fornecedor.

Procure propostas de escopo completo

Para começar, nem toda empresa que oferece soluções de segurança para condomínios podem fornecer uma gama completa. Muitas especializam-se em um ou alguns tipos de tecnologia. Portanto, o primeiro passo é identificar aquelas que podem apresentar uma proposta com escopo completo, isto é, com toda a infraestrutura necessária em um único projeto.
Entre os itens que merecem destaque estão sistemas de sensor perimetral, alarmes e sensores em geral, videomonitoramento, interfone digital, controle de acesso e até radares de velocidade.

Observe o processo da venda

O segundo passo é observar como o fornecedor faz a venda. Ele oferece uma solução pronta para todos os clientes, ou ele realmente busca entender o caso de cada cliente e trazer uma solução condizente?
Quando a venda é feita de acordo com o perfil do cliente, dizemos que é uma venda consultiva. Ou seja, é uma espécie de consultoria, respeitando as individualidades do seu condomínio para chegar a uma solução adaptada. Com uma solução adaptada, o projeto garante atingir as expectativas de resultados e gerar muito mais satisfação.
É importante destacar que você não precisa ser um especialista em tecnologias para segurança do condomínio. Você só precisa identificar quais são os problemas e necessidades do seu condomínio. É o fornecedor quem vai apresentar as soluções mais indicadas, de acordo com essas informações.

Avalie a viabilidade financeira e os prazos

O terceiro passo é observar a viabilidade financeira da proposta. Como você já viu, o custo de um projeto integrado tende a ser menor do que o custo somado de vários projetos individuais. Mesmo assim, é importante analisar qual será o impacto sobre as taxas pagas pelos condôminos.
Não se esqueça de que, por mais que o síndico goste da proposta, a aprovação ocorre em assembleia – e o bolso é um fator importante na decisão dos moradores.
Além da viabilidade financeira, claro, não se esqueça de avaliar os prazos para implementação. Confirme quais serão as entregas parciais e quando o projeto deve ser completado. Essa é uma informação crucial para a aprovação da proposta na assembléia.

Não existe dúvida de que consolidar a segurança do condomínio em um único projeto é o caminho mais inteligente. Porém, é claro que esse não é o único fator para obter um bom resultado. Você precisa de um fornecedor reconhecido por sua qualidade e confiabilidade. Este tipo de projeto é uma parceria, e ser criterioso na escolha dos parceiros é sempre uma boa política.
Quer saber mais sobre segurança do condomínio? Comente nesse artigo quais são suas principais dúvidas, e a Vianet vai responder as principais questões nos próximos artigos!

Voltar para o Blog